Lançamento do segundo número de Helleniká – Revista Cultural

É com muita satisfação que a Faculdade São Basílio Magno (FASBAM), apresenta aos leitores o segundo número de Helleniká – Revista Cultural. Esta publicação filosófica tem por objetivo a difusão de artigos dos nossos estudantes e, de estudantes de outras instituições de ensino superior.

O número atual tem início com o artigo de Amauri de Campos Junior, intitulado A ética do discurso em Jürgen Habermas. Estas reflexões, que tiveram como orientador o Professor Dr. Irineu Letenski, examina a relação da filosofia com a linguagem e apresenta a racionalidade ético-comunicativa, objetivando ainda averiguar a influência e o impacto de Habermas na história e no desenvolvimento filosófico.

O segundo artigo, de autoria de Bruno Dirceu dos Santos e Ermes Rodrigues de Almeida Neto, tem como título O conhecimento segundo os filósofos René Descartes, David Hume e Immanuel Kant. Como o próprio título já indica, o objetivo dos autores é refletir sobre o processo cognitivo enfatizando, sobretudo, a questão do cogito e, ao mesmo tempo, analisando a problemática do empirismo e a crítica da razão.

O terceiro artigo se intitula O problema do livre-arbítrio na filosofia de Schopenhauer. Seu autor é Bruno Rafael Ferreira Prestes, o orientador é o Professor Me. Soter Schiller. Neste escrito o autor elabora as suas reflexões em torno da questão da vontade e de suas implicações com a liberdade.

Carlos Dener Pires é o autor do quarto artigo, cujo título é A mística e o pano de fundo filosófico-teológico do pensamento eckhartiano, com a orientação do Professor Dr. Rogério Miranda de Almeida. Neste texto o autor, a partir do pensamento de Mestre Eckhart, nos apresenta os conceitos de mística, de Teologia Apofática e de Dialética, todos eles articulados com a questão da unicidade do homem e do seu Criador.

O quinto artigo, de autoria de Daniel Malaquias dos Santos, cujo orientador foi o Professor Me. Thiago Onofre Maia, tem como título A Beatitude como a finalidade da ética de Santo Tomás de Aquino. Neste estudo, o objetivo principal do autor é a apresentação do conceito de beatitude, enquanto finalidade das ações e da própria vida humana; ele o faz a partir dos pressupostos do pensamento de Tomás de Aquino.

O sexto artigo tem como título A emancipação por meio da formação discursiva em Jürgem Habermas e foi escrito por Júlio César Boiago. O foco do texto é uma leitura crítica do pensamento de Jürgen Habermas nas suas relações com a Aufklärung como projeto emancipatório que se constituiu a partir da modernidade.  O autor também enfatiza a questão de como Adorno e Horkheimer direcionaram as suas críticas à razão instrumental.

Marco Antônio Pensak, sob a orientação do Prof. Rogério Miranda de Almeida, é o autor do sétimo artigo, intitulado: Basílio de Cesareia e as virtudes cardeais. Em suas reflexões, o autor tem como escopo fundamental examinar, do ponto de vista filosófico, a moral presente no pensamento de Basílio de Cesareia, acentuando assim as virtudes cardeais: a coragem, a prudência, a temperança e a justiça. Neste escrito encontramos ainda considerações sobre as relações entre a “sabedoria pagã” e a “sabedoria cristã”.

O oitavo artigo intitulado, Matéria e consciência em Teilhard de Chardin: da complexidade à convergência, foi escrito por Mateus Kozechem, orientado também pelo Prof. Rogério Miranda de Almeida. O texto discorre sobre a hiperfísica de Teilhard de Chardin, sobre as leis de complexidade/consciência, irreversibilidade e união. Encontramos ainda neste escrito as ideias teilhardianas em torno da regulação do universo: o acaso, a estatística, as partículas elementares e a centro-complexidade.

A concepção da memória para a filosofia: recortes a partir de Agostinho de Hipona, escrito por Pedro Henrique Mocelin, sob a orientação do Prof. Dr. Fabiano de Mello Vieira, é o nono artigo. Neste escrito são destacadas pelo autor as influências históricas que o conceito de memória recebeu ao longo da tradição filosófica e, de modo especial, em Agostinho de Hipona, sob a expressão “palácios da memória”.

Robson Gonçalves da Luz é o autor do décimo artigo, que se intitula O eterno retorno e o niilismo em Friedrich Nietzsche. O artigo foi elaborado sob as instruções do Prof. Dr. Rogério Miranda de Almeida. Nesta pesquisa, o autor analisa a questão do eterno retorno e as suas consequências para o desenvolvimento do conceito de niilismo em Friedrich Nietzsche. Encontraremos ainda aqui uma análise do jogo contínuo das forças que estão na base da destruição e da reconstrução dos valores.

O décimo-primeiro e último artigo desta edição, intitulado, As relações entre a filosofia e o cristianismo nos primeiros séculos, foi escrito por Thiago Antunes Ferreira de Oliveira, sob a orientação do Prof. Me. Soter Schiller. A partir do período helenístico, com ênfase no estoicismo, o objetivo do autor é mostrar as suas influências filosóficas no cristianismo nascente.

Com a publicação do segundo número da Helleniká – Revista Cultural, a comunidade acadêmica da FASBAM felicita todos os autores e orientadores destes escritos e deseja a todos os leitores que estes artigos possam despertar ulteriores reflexões e ricas intuições. E, como nos orienta São Basílio Magno, fazemos votos para que possamos seguir trilhando os nossos caminhos cuidando da nossa alma e conhecendo a nossa natureza.

Irineu Letenski
Editor Chefe

Rogério Miranda de Almeida
Editor Adjunto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Open chat