Estude na FASBAM

Há 50 anos a FASBAM detém uma sólida formação intelectual e humana juntamente com um renomado corpo docente formado por mestres e doutores com experiência, também internacional, na área do ensino e da pesquisa. Isto garante aos seus estudantes um processo de conhecimento altamente qualificado, especializado e que, ao mesmo tempo, abrange vários aspectos da cultura humana.

Saiba Mais

A FASBAM É…

saiba mais

Cadastre-se para receber novidades sobre nossos cursos e turmas

EXCELÊNCIA ACADÊMICA

MAIS DE 1.000 ESTUDANTES

ESTUDARAM NA FASBAM

📕📖A Banalidade do Mal📕📖
Em 1960, em uma parte isolada de Buenos Aires, uma equipe do exército israelense captura um oficial nazista responsável pela logística dos trens que levavam os judeus para os campos de concentração. Em um julgamento realizado em Israel, a filósofa Hannah Arendt, também judia, se propõe a acompanhar o julgamento de Adolf Eichmann para realizar um relato jornalístico de todo o processo judicial.
📕📖
Mas conforme o julgamento se desenvolvia, Hannah Arendt começa a notar certas características em Eichmann: funcionário público obediente, de uma inteligência média, amável com seus vizinhos e muito dedicado ao seu trabalho. Em uma de suas falas, Eichmann diz que não nutria sentimentos de ódio para com os judeus: um casal lhe ajudou durante sua infância e tinha ótimas lembranças daquela família. Então, perguntou-se, Hannah Arendt, como um homem médio e comum foi capaz de participar da facilitação destas atrocidades como o Holocausto? O mal, para Arendt, não é mais retratado como aquela figura grotesca sem sentimentos, com intenções cruéis e vis. Eichmann dizia a si e ao tribunal que apenas cumpria suas ordens, e até via com maus olhos quando funcionários tinham um prazer sádico com a morte dos judeus.
📕📖
O mal banal surge quando o próprio funcionário é incapaz de pensar e refletir em suas ações no trabalho. Nessa ausência de pensamento, Eichmann se sentia privado de qualquer responsabilidade: ele só era responsável pela logística dos trens. Na burocratização e na racionalidade da sociedade, os homens se tornam apenas instrumentos massificados do totalitarismo, desprovidos de poder, submissos e solitários.
📕📖
O mal é o vazio reflexivo motivado ideologicamente através da violência. O mal banal pode ser praticado pelas pessoas que se rotulam como do bem, trabalhadores honestos e amáveis na vizinhança mas que podem agir com violência por serem incapazes de desobedecer qualquer voz imperativa advinda de qualquer instituição. Estas pessoas não conseguem sair de seu condicionamento e dizer: isso eu não farei. Elas continuarão a responder: sim, senhor.

#SomosFASBAM #HannahArendt #repost @irenenoceu
📕📖A Banalidade do Mal📕📖 Em 1960, em uma parte isolada de Buenos Aires, uma equipe do exército israelense captura um oficial nazista responsável pela logística dos trens que levavam os judeus para os campos de concentração. Em um julgamento realizado em Israel, a filósofa Hannah Arendt, também judia, se propõe a acompanhar o julgamento de Adolf Eichmann para realizar um relato jornalístico de todo o processo judicial. 📕📖 Mas conforme o julgamento se desenvolvia, Hannah Arendt começa a notar certas características em Eichmann: funcionário público obediente, de uma inteligência média, amável com seus vizinhos e muito dedicado ao seu trabalho. Em uma de suas falas, Eichmann diz que não nutria sentimentos de ódio para com os judeus: um casal lhe ajudou durante sua infância e tinha ótimas lembranças daquela família. Então, perguntou-se, Hannah Arendt, como um homem médio e comum foi capaz de participar da facilitação destas atrocidades como o Holocausto? O mal, para Arendt, não é mais retratado como aquela figura grotesca sem sentimentos, com intenções cruéis e vis. Eichmann dizia a si e ao tribunal que apenas cumpria suas ordens, e até via com maus olhos quando funcionários tinham um prazer sádico com a morte dos judeus. 📕📖 O mal banal surge quando o próprio funcionário é incapaz de pensar e refletir em suas ações no trabalho. Nessa ausência de pensamento, Eichmann se sentia privado de qualquer responsabilidade: ele só era responsável pela logística dos trens. Na burocratização e na racionalidade da sociedade, os homens se tornam apenas instrumentos massificados do totalitarismo, desprovidos de poder, submissos e solitários. 📕📖 O mal é o vazio reflexivo motivado ideologicamente através da violência. O mal banal pode ser praticado pelas pessoas que se rotulam como do bem, trabalhadores honestos e amáveis na vizinhança mas que podem agir com violência por serem incapazes de desobedecer qualquer voz imperativa advinda de qualquer instituição. Estas pessoas não conseguem sair de seu condicionamento e dizer: isso eu não farei. Elas continuarão a responder: sim, senhor. #SomosFASBAM #HannahArendt #repost @irenenoceu