15 citações dos Santos Padres sobre o amor

São Basílio, o Grande

  1. Um homem medroso ainda é um escravo, enquanto aquele que se tornou perfeito no amor já alcançou a dignidade de um filho. Um escravo também é chamado de vadio porque não tem nada próprio, enquanto um filho é rico porque é o herdeiro da riqueza de seu pai.
  2. Tendo nos purificado de todo ódio, é necessário amar até os inimigos e, quando necessário, sacrificar a alma pelos amigos, tendo o mesmo amor que Deus e seu Cristo tem por nós.
  3. O amor tem duas características marcantes: lamentar e sofrer quando um ente querido sofre dano e se alegrar quando ele está feliz e trabalhar em seu benefício. É por isso que abençoado é aquele que chora pelo pecador, que está exposto a um perigo terrível, e se alegra com quem faz o bem, pois está escrito que ele obtém benefício incomparável.
  4. Qual é a medida do amor a Deus? É que a alma é constantemente estirada e usa a força para fazer a vontade de Deus para o propósito e na busca da glória de Deus.
  5. Quais são os sinais de amor a Deus? O próprio Senhor nos ensinou isso dizendo: Se você me ama, guarde meus mandamentos(João 14,15).

São Gregório, o Teólogo

  1. Não existe um ministério tão agradável a Deus quanto a misericórdia […], e Deus nunca nos recompensa com Seu amor mais do que quando amamos a humanidade.
  2. Assim, de acordo com o mandamento de nos alegrarmos com os que se alegram e chorar com os que choram (Romanos 12,15), devemos abrir nossa misericórdia a todos os pobres e àqueles que sofrem por qualquer motivo; devemos oferecer às pessoas caridade, sejam viúvas ou órfãs, sejam expulsas de sua terra natal ou oprimidas pelos governantes, sofram a insolência de seus superiores ou a desumanidade dos cobradores de impostos ou a mão assassina de ladrões ou a ganância de ladrões ou apreensão de propriedades ou naufrágios. Pois todos eles têm o mesmo direito à nossa simpatia e olham para nossas mãos, assim como olhamos para as mãos de Deus quando pedimos algo a Ele.
  3. Ele é chamado de paz (Efésios 2,14), amor (1 João 4,16) e títulos semelhantes, incentivando-nos por seus próprios títulos a lutar pela aquisição dessas virtudes.
  4. Não ame a riqueza se não ajudar os pobres. Perdoe se você recebeu perdão e seja misericordioso se tiver sido perdoado. Adquira amor humano por amor humano enquanto você ainda está vivo. Que toda a sua vida seja renovada. Que seus caminhos sejam renovados.
  5. Vamos nos reunir espiritualmente. Vamos preferir amar os irmãos a amar a nós mesmos.

São João Crisóstomo

  1. Onde há amor, há grande segurança e a grande bênção de Deus. O amor é a mãe de todas as bênçãos, sua raiz e fonte; é o fim das guerras e o extermínio dos conflitos. De fato, assim como a dissidência e a disputa causam morte e morte prematuramente, o amor e a harmonia produzem paz e unanimidade, e onde há paz e unanimidade, tudo na vida é seguro. Por que falar apenas do presente? O amor nos traz céu e bens indizíveis; é a rainha das virtudes.
  2. O amor cobre uma multidão de pecados (1 Ped. 4,8); pelo contrário, a animosidade desconfia de coisas que não existem. Não basta não ser um inimigo; você também deve aumentar o amor. Lembre-se de que isso é o que Cristo ordenou, e isso é suficiente.
  3. Deus não precisa de nós e ainda nos ama muito, ao passo que precisamos desesperadamente dele, mas não aceitamos seu amor, preferindo dinheiro, amizade humana, conforto físico, poder e glória – apesar do fato de que Ele prefere nada a nós.
  4. De fato, o amor é um muro forte, inexpugnável não apenas para os homens, mas também para o diabo. Quem está cercado por uma multidão daqueles que o amam não pode cair em perigo; ele não tem motivos para ficar com raiva, mas sempre sente paz de coração, felicidade e alegria; não há razão para ter ciúmes; não há ocasiões para vingança. Veja com que facilidade ele realiza seus assuntos espirituais e mundanos. Quem pode comparar com ele? Ele é como uma cidade completamente protegida por muros; e ele [que não tem amor] é como uma cidade sem proteção.
  5. Ser a causa do amor é uma grande sabedoria. Se você destruir o amor, destruirá e derrubará tudo. Se a semelhança do amor tem esse poder, qual deve ser o verdadeiro [amor] em si?

Fontes:  São Basílio Magno, Regras Extensas.
São Gregório, o Teólogo, Homilias.
São João Crisóstomo, Obras

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Open chat