Vencendo a dificuldade por meio da música

Quando falamos em inclusão social, precisamos lembrar que existem muitas formas disso acontecer. Algumas delas, às vezes, são deixadas de lado por parecerem não ter utilidade, mas uma destas formas, que permite uma interação maior da pessoa surda com a sociedade, é a música.

É possível encontrarmos vários testemunhos de adaptação e integração na sociedade com o uso da música. Claro, a compreensão do som para uma pessoa surda se dá através do “sentir a batida”, diferentemente da forma pela qual uma pessoa sem essa deficiência percebe, ou seja, através da letra e da melodia. Em alguns lugares onde a pessoa surda assiste uma apresentação musical, é comum vê-la descalça para sentir a vibração e, assim, conseguir distinguir a letra musical e a melodia.

Já que estamos falando de inclusão da pessoa surda na sociedade com uso da música, vale lembrar o caso de Mandy Harvey, uma cantora e compositora norte-americana, que encantou o mundo com sua apresentação no America’s Got Talent, em 2017. Mandy contou no programa que perdeu totalmente a audição quando tinha 18 anos, após um problema no tecido conjuntivo, no qual houve uma deterioração.

Mandy se apresenta descalça para poder sentir as vibrações e, por isso, ela consegue tocar perfeitamente. Ela também contou que o fato de ter perdido a audição não a fez desistir de continuar compondo e cantando, mesmo sofrendo perseguições da comunidade surda, uma vez que a acusavam de promover o oralismo. Isso não a amedrontou e hoje ela é embaixadora de uma organização sem fins lucrativos que ajuda pessoas com deficiências a superarem obstáculos.

Infelizmente, a comunidade surda ainda sofre muito até os dias de hoje com a falta de estruturas e condições.  As pessoas surdas ainda enfrentam a discriminação de pessoas que acham que a surdez as torna inválidas. O que na verdade acontece é o contrario, as pessoas surdas são capazes de fazer várias coisas e colocam muito mais esforço do que uma pessoa com audição perfeita, como é o caso da cantora Mandy.

É por tudo isso que acredito que seja necessário um olhar mais atencioso por parte do Estado, em suas várias instâncias, para que sejam criadas e executadas leis que garantam às pessoas surdas o acesso a espaços com as adaptações necessárias para recebê-las, não somente na esfera pública, mas principalmente no mundo privado.

Agora que você ficou por dentro de detalhes de como a música pode ajudar o surdo a superar dificuldades, compartilhe este post em suas redes sociais e aproveite para dar sua opinião sobre o tema.

Autor: Alex Murilo Inácio Sobrinho, estudante do 1º ano do Curso de Filosofia da FASBAM. O texto foi desenvolvido para a Disciplina de Libras, ministrada pela Prof. Me. Ana Beatriz Dias Pinto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Open chat