Dom Dionísio Lachovicz, OSBM é nomeado Exarca pelo Papa Francisco para os fiéis católicos ucranianos na Itália

O Papa Francisco nomeou Exarca para os católicos ucranianos na Itália o Excelentíssimo e Reverendíssimo senhor Dom Dionísio Lachovicz, OSBM. Até então, Dom Dionísio era o Delegado ad omnia na Administração Apostólica criada para atender os fiéis ucranianos na Itália, que são cerca de 70.000.

Brasileiro e descendente de ucranianos, Dom Dionísio recebeu o nome de Paulo no Batismo. Entrou na Ordem de São Basílio Magno, emitindo votos perpétuos em 1970 e ordenado padre em 1972. Teve muitos encargos pastorais, destacando-se como professor e formador no Brasil, especialmente como Superior do Mosteiro São Basílio Magno, em Curitiba, onde está a Faculdade São Basílio Magno (FASBAM) e a Sede de Estudos para os irmãos estudantes da Ordem Basiliana. Trabalhou também na Ucrânia, para onde foi enviado em 1991 e entre 1996 e 2004 foi o protoarquimandrita (superior geral) da Ordem de São Basílio Magno, sendo em seguida enviado à Ucrânia como Reitor da Sede de Estudos da Ordem em Bryukhovychi.

Nomeado Bispo, foi ordenado pelo cardeal Lyubomir Husar, na cidade de Prudentópolis, em 26 de fevereiro de 2006. Trabalhou na Cúria do Arcebispado Maior da Igreja Greco-Católica Ucraniana, em Kyiv, na Ucrânia e, por fim, Visitador Apostólico como Bispo responsável para os fiéis de rito bizantino residentes na Itália e Espanha. Entre estes fiéis, estão muitos migrantes, destacando-se operários e senhoras chamadas “badantes” que cuidam de idosos.

O Cardeal Leonardo Sandri, também argentino, prefeito da Congregação para as Igrejas Orientais recorda a grande tarefa dos cristãos de Rito Oriental em trabalhar em prol dos migrantes que tem aumentado muito e cujas dificuldades se acentuaram na pandemia do novo coronavírus.

Para o Padre Fabiano Dias Pinto, Reitor do Seminário Rainha dos Apóstolos da Arquidiocese de Curitiba, a nomeação de Dom Dionísio é uma riqueza para a Igreja:  “Gesto profundo de um papa latino-americano nomear um descendente de imigrantes como primeiro exarca na Itália. Tantos padres europeus vieram ao Brasil, e a partir de hoje alguém terá a tarefa de com ‘seu jeito brasileiro’ atuar na evangelização e promoção humana em prol de tantos fiéis que, longe de sua terra natal, buscam uma vida melhor como seus antepassados que vieram para a América”.

Dom Pedro Fedalto, arcebispo emérito de Curitiba conheceu bem o então “Padre Paulo Basiliano”, que “sempre se destacou em Curitiba”. Dom Pedro recorda o estreito contato com os irmãos de rito oriental e a participação ativa destes na ARSEM (Associação dos Reitores e Formadores, por ele fundada). Hoje, ressalta o valor da “comunhão na mesma fé católica e faz votos de um fecundo ministério na Itália”.

O Prof. Dr. Ir. Irineu Letenski, diretor geral e coordenador de pós-graduação, enviou uma carta a Dom Dionísio felicitando-o pela nomeação e recordando a grande contribuição dele como professor para o Instituto de Filosofia Studium OSBM, instituição predecessora da FASBAM,  e também as inúmeras doações feitas à Biblioteca Central a cada vez que Dom Dionísio vem ao Brasil.

Nossas orações por Dom Dionísio com sua nova e desafiante tarefa.

3 thoughts on “Dom Dionísio Lachovicz, OSBM é nomeado Exarca pelo Papa Francisco para os fiéis católicos ucranianos na Itália

  1. Joana popadiuk says:

    Nossa uma grande honra ,pra nós brasileiros e principalmente pra nós que somos parentes diretos ,nossas mães são irmãs, deus abençoe sempre abundantemente ,conte com nossas orações

  2. Paulo bossi says:

    Parabéns pelo seu novo cargo na igreja que Deus te ilumine e proteja sempre nosso representante brasileiro e ucraniano e da nossa família dê Bley pombas abraço D Deonisio de seu primo Paulo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Open chat