Conselhos de São Basílio Magno para um amigo que caiu em pecado

Faze um esforço para levantar-te do chão. Lembra-te do bom pastor que te seguirá e salvará. Se tu estás ferido nas duas pernas, ou apenas no lóbulo da orelha, voltes da fera que te feriu.

Lembra-te das misericórdias de Deus e como Ele te cura derramando óleo e vinho. Não te desesperes com a salvação. Lembra-te de como está escrito nas Escrituras que aquele que caiu se levanta e aquele que se afasta volta; o ferido é curado, a presa de animais selvagens escapa; quem confessa seu pecado não é rejeitado. O Senhor não deseja a morte de um pecador, mas antes que ele se vire e viva.

Não te desesperes, como os ímpios na cova do mal. Há um tempo de perseverança, um tempo de sofrimento longo, um tempo de cura, um tempo de correção. Tropeçaste? Levanta-te. Pecaste? Cesses. Não fiques na companhia dos pecadores, mas salta para longe. Quando tu te converter, e gemer de tristeza por teus pecados, serás salvo.

Do trabalho vem a saúde, do suor vem a salvação dos teus pecados que o prendem. Cuidado, para que quando tu te esforças para cumprir certas obrigações, não quebres as obrigações para com Deus que professaste diante de muitas testemunhas. Todo mundo está pronto para recebê-lo; todos compartilharão teus esforços.

Não afunde de volta. Lembra-te dos dias de antigamente. Existe salvação; há renovação. Tenha bom ânimo; não te desespere. Não é uma lei que te condena à morte sem piedade, mas a misericórdia que afasta a punição e aguarda melhorias. As portas ainda não estão fechadas; o noivo te ouve. O pecado não é o mestre.

Da Carta 44 de São Basílio Magno, Arcebispo de Cesareia (330-379), a um amigo que havia caído em pecado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Open chat