Resurrexit sicut dixit, Alleluia

Resurrexit sicut dixit, Alleluia

Por Prof. Me. Thiago Onofre Maia

Hoje o mundo sorri admirado
Pelo grande evento que se deu.
Jesus Cristo que tanto padeceu
Ressurgiu, pelo Pai glorificado.
Triunfou sobre a morte e o pecado,
Elevou nossa pobre condição.
Deus por nós fez-se a contradição:
Sem deixar de ser Deus se fez humano,
E sendo humano tornou-se soberano,
Rei eterno de toda a Criação.

A razão sem a fé jamais entende
A Verdade do Deus humano feito,
Deus e Homem em tudo tão perfeito
Que somente quem ama compreende.
A verdade divina se estende,
Alcançando a humana experiência.
Só assim se entende a existência
No sentido por Cristo revelado,
Manifesto, vivido e professado
Como a vida abundante em sua essência.

Por Três dias Jesus, o Salvador,
Visitou a mansão dos que morreram,
Confortou os que nele adormeceram
À espera do Dia do Senhor,
Que viveram em tudo o valor
Mais profundo da nossa humanidade:
Exerceram o amor e a caridade.
Veem o Dia de luz e radiante,
Pois o Sol sem ocaso e tão brilhante
Leva a eles agora a liberdade.

A vitória de Cristo é vida plena,
Abundante e tem todo o esplendor,
Quem está com Quem vence é vencedor,
E cada luta aqui se faz pequena.
As circunstâncias dessa lida terrena
Ganham formas por ele renovadas,
As grandezas por Cristo conquistadas
São valores que nada mais supera:
Salvação é a vida que se espera,
Esperanças por Deus no lenho dadas.

Ao ser humano caído o estandarte
Do sagrado madeiro é referência,
Foi por ele que a chave da existência
Se tornou vida nova em toda parte.
Deus é Vida e vida se comparte
No abraço que o Calvário viu:
Toda terra tremeu, chorou, assentiu
As angústias do Pobre Sofredor,
Sendo Deus teve em si a nossa dor
Quando a lança infame lhe feriu.

Ressuscitou, como ele disse outrora,
Na manhã mais feliz e radiante,
Disse o anjo a Maria num instante,
Quando o dia ainda era aurora.
Ela corre a dizer na mesma hora
Aos apóstolos o que foi anunciado,
Para todos que ouviram com cuidado
Entenderam, por fim, as profecias
Era este o destino do Messias
Que morreu, mas está ressuscitado!

Comprovaram o fato Pedro e João
E a notícia mais rápido se espalhou:
“Como disse, Jesus ressuscitou”
E a certeza inundou aquele chão.
Fez-se luz o que era escuridão
E a fé revigora e se acende.
O vigor do anúncio ninguém prende,
Porque está unido ao Ressuscitado,
Não se pode pôr freios no legado
Desta Fé que o mundo não entende!

Deus de Deus, Luz da luz é triunfante
Que se ergue da fria sepultura
E de lá também tira a criatura,
Que professa esta fé tão confiante.
Deus espera de nós fervor constante,
Mas conhece nossas limitações,
Alimenta nos nossos corações
Nossa Fé, Esperança e Caridade,
Pois é ele a suprema divindade
Que nos eleva às celestes condições!

Nossa Páscoa, em Cristo, é a certeza
Que depois do Calvário se encontra,
Nossa vida perfeita fica pronta,
Já que alcança de Deus a realeza.
Se transforma a nossa natureza
Para ser a imagem e a semelhança
Do Criador, que nos deu a segurança
De por ele seguir nosso destino:
Um só caminho humano e divino;
Mesma fé que nos enche de esperança!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Open chat