Como rezar com ícones: um guia breve

Rezar com ícones é uma prática antiga que pode aproximar uma pessoa de Deus.

Desde o início, os cristãos criaram representações pictóricas de Deus e dos santos para uso durante a oração pessoal e pública. Era visto como uma maneira de melhorar a oração de uma pessoa, dando um meio visual para meditar enquanto conversava com Deus.

Os primeiros ícones – uma palavra que vem da palavra grega eikōn, que significa “imagem” – foram pintados em um estilo bizantino popular nos primeiros séculos da Igreja. Ao longo dos séculos, esse estilo foi mantido e formalizado em uma linguagem artística, na qual cada parte do ícone – cores, figuras, roupas, gestos de mão, objetos e letras – tem um significado específico.

Essas imagens são tradicionalmente menos realistas e mais simbólicas por natureza. Eles são frequentemente chamadas de “janelas para o céu” e são projetados com esse objetivo em mente. O artista não quer que o cristão admire o ícone como uma bela obra de arte, mas que use-o para ser levado à oração, elevando a mente e o coração a Deus. Isso ajuda a explicar por que os ícones não são assinados pelo artista (também chamado de “escritor”), como as pinturas modernas. O artista não quer ser elogiado por seus talentos, mas ajudar a facilitar o encontro com Deus.

Catecismo da Igreja Católica apóia a prática de usar ícones durante a oração, explicando: “A iconografia cristã expressa em imagens a mesma mensagem do Evangelho que as Escrituras comunicam por palavras. Imagem e palavra se iluminam” (CIC 1160).

Como rezar com ícones

Primeiro de tudo, encontre um ícone de Jesus, de Maria ou dos santos. Se possível, acenda uma vela ou queime um pouco de incenso nas proximidades. Isso pode aumentar ainda mais a atmosfera de oração, envolvendo todos os sentidos. Então, simplesmente olhe para o ícone.

Muitos escritores espirituais explicam que rezar com ícones é uma experiência receptiva, em que olhamos para o céu e permitimos que Deus toque nosso coração.

É importante simplesmente olhar para o ícone e observar os vários detalhes e cores. Um ícone é muitas vezes chamado de “teologia das cores” e pode nos ensinar muito sobre a fé cristã. Tudo no ícone é simbólico e aponta para alguma verdade espiritual sobre Deus. Se o sujeito do ícone é um santo, normalmente há vários símbolos que criam um “retrato espiritual” do santo, refletindo atributos ou eventos que contribuíram para a santidade da pessoa.

O fundo de ouro é um lembrete da presença de Deus e sua luz incriada. É um convite para entrar em sua presença e ser levado a um reino espiritual de beleza.

Ouvir é uma parte importante da oração com ícones, pois nos permite ouvir a palavra de Deus e o que ele deseja falar conosco. Reforça a realidade de que a oração é essencialmente uma conversa onde aprofundamos nosso amor a Deus.

Ao olhar para o ícone, permaneça em silêncio e imóvel e reconheça onde seu olho está desenhado. Que efeito a cor tem em você? Que sentimentos o ícone provoca?

Observe os olhos do indivíduo no ícone. Muitas vezes os olhos estão olhando para nós. Deixe os olhos de Jesus, Maria ou um dos santos penetrar em sua alma. O que eles estão tentando te dizer?

Tire o tempo que você precisar com o ícone. Primeiro, tente passar 10 ou 15 minutos com o ícone. Esse tipo de oração requer um coração contemplativo, que desacelera, faz uma pausa na sociedade em ritmo acelerado em que vivemos.

Depois de ter passado tempo suficiente, agradeça a Deus pela oportunidade de estar com ele e guarde o ícone em um local adequado. Rezar com ícones pode ser uma bela experiência, que pode ser repetida todos os dias.

Fonte: Aleteia, em inglês.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *