Marciano Scarpini, egresso da FASBAM, conclui Mestrado em Cristologia em Roma

Estudar fora do país é uma experiência muito boa para todos, pois você conhece uma cultura diferente, costumes novos, pessoas diferentes e aprende uma língua nova. Já para os seminaristas, religiosos e padres o sonho é poder estudar em Roma. Eu tive este privilégio e depois de concluir o curso de filosofia na FASBAM, fui a Roma para estudar a Teologia. Em 2013, comecei o meu curso de Teologia na Pontificia Università Laternanense e, em 2016, comecei também o mestrado em Teologia com especialização em Cristologia na mesma universidade.

No início não é fácil, pois tem que se adaptar ao novo lugar, especialmente com a cultura e o modo de viver a vida que é muito diferente do Brasil. Uma das coisas mais difíceis foi a comida pois estava acostumado com o nosso feijão e arroz, que na Itália não é comum. Outra coisa difícil no início é a língua, pois não se tem um domínio e tantas vezes não se consegue comunicar. Mas são dificuldades que podem ser superadas com o passar do tempo.

As coisas positivas de uma experiência internacional são muitas. Com relação ao estudo, especialmente da teologia, é o poder vivenciar a história primordial da Igreja, ou seja, quando se estuda a história da Igreja, você pode entrar em contato com ela por meio dos monumentos históricos. Outra coisa importante é a grande vastidão de material em todos os campos da teologia. Aqui no Brasil livros de teologia não são muitos comuns e na Itália você pode encontrar muitos e com o conteúdo muito bom. Também tem uma facilidade para entrar em contato com as fontes históricas da Literatura Católica, ou seja, você consegue muitas obras antigas na língua original ou em edições críticas o que acaba facilitando o estudo, especialmente de uma determinada temática.

Com relação a fé, uma das experiências mais bonitas é da catolicidade da Igreja Católica, ou seja, da universalidade. Você conhece cristãos de todas as partes do mundo. Por exemplo, na nossa turma de Teologia tinha estudantes da América Latina, da América do Norte, da África, da Oceania, da Ásia e de diversos países da Europa. É uma experiência muito bonita na qual você conhece novas maneiras de viver e celebrar a fé e também outros ritos da tradição católica.

Uma das maiores riquezas de Roma é a cultura e a história da cidade milenar, capital do Império Romano e que guarda muita coisa do seu passado. Se encontram ainda uma imensidão de obras de artes e poder conhecer estas coisas não tem valor, é uma experiência única e indescritível.

Por isso, quem tiver a possibilidade de ir para Roma, não somente para estudar, mas para uma viagem turística, não deve pensar duas vezes. É uma experiência fantástica.

Marciano Scarpini
Egresso da FASBAM

Lorem ipsum..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *