Os livros litúrgicos orientais

A Igreja usa nas suas celebrações diversos livros litúrgicos: o Evangelho, o Apóstolo, o Saltério, o Horológio, o Octoico, a Meneia, o Triódio Quaresmal e Triódio Pascal, o Irmológio, o Eucológio e o “Typikon”. Esses livros que contêm o rico tesouro da tradição, acompanham a comunidade cristã e todo o cristão em seu crescimento espiritual e no conhecimento de Deus.

Em primeiro lugar têm destaque os livros que contêm partes selecionadas da Sagrada Escritura. O Evangelho é o livro que contém os Evangelhos de Mateus, Marcos, Lucas e João, separados em perícopes, isto é, em partes que são lidas nas celebrações no decorrer do ano litúrgico. No livro do Apóstolo estão contidas leituras seletas dos Atos dos Apóstolos, das cartas de São Paulo e das cartas católicas dos apóstolos, Pedro, João, Tiago e Judas. O Saltério recolhe os 150 salmos do rei Davi, divididos em 20 secções (em grego, katyzmas) que são lidas nas celebrações ao longo da semana, como também são lidas diante do morto como expressão de sua oração a Deus.

Os textos da Divina Liturgia de São João Crisóstomo, de São Basílio Magno e da Liturgia dos Dons Pressantificados estão contidos no Missal (em grego Liturgikon). O Missal que contém a Divina Liturgia Pontifical, com os acréscimos das orações e ritos oficiados somente pelo bispo, chama-se Arquieratikon.

O livro do Horológio (do grego Horologion = Liturgia das Horas) é dedicado às celebrações que visam santificar todos os períodos do dia. São as celebrações do ciclo diário: Vésperas, Noturno, Ofício da Meia-Noite, Matinas, as Horas, Ofício do Meio-Dia. Às partes fixas das celebrações do Horológio somam-se as partes móveis, como tropários, estrofes, cânon etc, do ciclo semanal, mensal e anual. Os ofícios do ciclo semanal estão contidos no “Octóico” (em grego Oktoekhós = “oito melodias” ou “oito tons”). Os ofícios do ciclo mensal estão no Menaion (em grego, “Mensais”). Nos Triódios Quaresmal e Pascal estão contidas as celebrações da Grande Quaresma, da Semana da Paixão, da Páscoa e do período de Pentecostes. As normas e prescrições litúrgicas, referentes ao desenrolar das celebrações, à ordem e à maneira de combinar os diversos ciclos litúrgicos, estão contidos num livro de caráter normativo, chamado Typikon.

Os ritos dos santos Sacramentos, das exéquias, das consagrações e bênçãos (estas últimas chamadas de trebe) estão contidos no livro litúrgico chamado “Eucológio” (em ucraniano Trebnyk). Lugar particular entre os livros litúrgicos ocupa o “Irmológio” (em grego, “livro de hinos”), livro que contém o registro em notas das melodias que são usadas na liturgia.

Fonte: Cristo nossa Páscoa: Catecismo da Igreja Greco-Católica Ucraniana. Tradução: Pe. Soter Schiller, OSBM. Curitiba: Serzegraf, 2014, n. 648-652.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.