O ícone da Santíssima Mãe de Deus Multiplicadora de Trigo

Em algumas localidades, esse ícone também é chamado de Ícone da Santíssima Mãe de Deus – Prosperidade dos Pães.

O ícone da Mãe de Deus, chamado “Multiplicadora de Trigo” é do século XIX. Um grande asceta eslavo chamado Ambrósio reverenciava todas as solenidades da Mãe de Deus e, nesses dias, aumentava bastante sua oração.

Neste ícone, a Mãe de Deus é representada sentada sobre as nuvens, e suas mãos estão estendidas em bênção. Abaixo há um trigal, e nele, em meio à grama e às flores, repousam diversos feixes de trigo. O próprio asceta Ambrósio decretou o dia da celebração – 15 de outubro, e chamou a imagem “Multiplicadora de Trigo”, indicando que a Santíssima Mãe de Deus – “é uma auxiliadora para as pessoas em seus trabalhos pela aquisição de seu pão diário”.

Antes de sua abençoada morte, o asceta Ambrósio ordenou uma grande quantidade de réplicas desse ícone e as distribuiu aos seus filhos espirituais.

O primeiro milagre do ícone sagrado foi testemunhado em 1891, quando houve fome em terras eslavas por causa da quebra de safra, mas onde o ícone era reverenciado, houve produção. E assim também aconteceu em outros locais.

2 thoughts on “O ícone da Santíssima Mãe de Deus Multiplicadora de Trigo

    • Comunicação Institucional says:

      Olá! A veste vermelha significa que a Virgem Maria, sendo a Mãe de Deus, foi revestida da divindade. Já o azul significa a sua humanidade. Se você verificar o ícone de Jesus, está ao contrário, Jesus tem a veste vermelha e um manto azul, para significar que Ele é Deus e se revestiu da humanidade ao se encarnar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Open chat