Oração de Jesus: uma das mais importantes orações da Tradição Oriental

Uma das mais importantes orações da Tradição Oriental é a “Oração de Jesus”. Não é longa ou complicada, mas simplesmente: “Senhor, Jesus Cristo, Filho de Deus, tem piedade de mim, pecador”. Alguns a tornam ainda mais curta: “Senhor, Jesus Cristo, tem piedade de mim.”
 
A Oração de Jesus se tornou famosa nos mosteiros por meio do movimento conhecido como “hesicasmo” (em grego: ἡσυχασμός), ou o caminho da “quietude”. A ideia de hesicasmo é que é somente quando temos que parar nossos corações e corpos que podemos estar totalmente abertos presença vivificante da ação de Deus. O corpo deve ser silenciado de suas obsessões, compulsões e vícios, e o coração deve parar de vagar aqui e ali procurando algo para mantê-lo ocupado, entretido e satisfeito.
 
A Oração de Jesus é usada como o refrão de uma meditação orante. Por meio da recitação frequente, os praticantes se veem dizendo isso automaticamente, da mesma forma que às vezes encontramos uma música em nossa mente sem o nosso esforço consciente. Em seu nível mais alto, a prática da Oração de Jesus leva a um encontro íntimo com Deus por meio de uma visão do que é conhecido como a “Luz Incriada”.
 
Os Evangelhos nos dizem que, pouco antes de Sua crucificação, Jesus levou os apóstolos Pedro, Tiago e João ao topo do Monte Tabor. Lá, eles viram as vestes de Jesus ficarem brancas e Ele começou a brilhar com uma luz resplandecente que era quase demais para suportar. (Ver Mateus 17, 1-9; Marcos 9, 2-13; Lucas 9, 28-36). Esta luz foi uma manifestação da Divindade de Jesus. Esta é a luz que os praticantes da Oração de Jesus encontraram ao fazer a oração.
 
Isso parece muito impressionante e talvez até desejável. No entanto, não é o que experimentamos – ou o que não experimentamos – que importa quando rezamos a Oração de Jesus ou qualquer outra oração. O que realmente importa é que oremos conscientes do que nossas palavras realmente significam e que tentemos ficar o mais atentos possível às palavras que estamos dizendo enquanto rezamos.
 
A parte mais importante da Oração de Jesus é o nome do nosso Salvador. Os santos ensinam que a simples menção do nome de Jesus espanta os demônios. Jesus Cristo é Deus falando por si mesmo. Deus não está longe e distante de nós. Deus nos ama tanto que Ele veio a ser um de nós, por meio de Seu Filho unigênito, e Ele nos permite nos relacionar com Seu Filho em uma base de primeiro nome, chamando-o de “Jesus”.
 
A repetição do nome de Jesus Cristo, o Filho de Deus, é uma ferramenta muito poderosa em nossa vida espiritual. Permite-nos aproximar-nos de Deus de uma maneira muito direta. Nós não dizemos simplesmente: “Alguém que já está lá fora, ouça a minha oração”. Dizemos especificamente: “Senhor, Jesus Cristo, Filho de Deus”, ouça a minha oração. A propósito, o nome “Jesus” significa “o Senhor é a salvação”.
 
Ao invocarmos o nome de Jesus, nós o invocamos como “Senhor” – “Senhor, Jesus Cristo …” “Senhor” é um título de honra. Em tempos passados, alguém que era um senhor tinha autoridade sobre as pessoas sob ele. Chamar Jesus de nosso Senhor é nos colocar sob Sua autoridade. Jesus é o Senhor de nossas vidas… seguiremos Seus ensinamentos, façamos o que Ele quer que façamos, baseamos nossas vidas no modo de viver que Ele nos mostrou. Em suma, se Jesus é o Senhor, Jesus está no comando.
 
É também importante na Oração de Jesus o chamado para a misericórdia de Deus. Admitindo que estamos em pecado, rezamos palavras tantas vezes encontradas nos Evangelhos, “tende piedade de mim”. Ninguém é “digno” da graça de Deus; não há “requisitos necessários” que nos façam ter “direito” às bênçãos de Deus. As bênçãos que recebemos de Deus são baseadas somente em Sua grande e abundante misericórdia. A misericórdia divina é o ponto de partida de toda a nossa vida. Se Deus não fosse misericordioso, nem existiríamos.
 
A Oração de Jesus se tornou tão importante, tão amada, que eventualmente entrou em todos os cultos de adoração de duas formas diferentes. A melhor conhecida dessas formas é a resposta “Senhor, tende piedade” ou “Senhor, atendei-nos” em nossas ectenias. “Senhor, tende piedade” é uma forma compacta da Oração de Jesus.
 
Quer estejamos cantando em adoração ou dizendo em voz baixa em oração pessoal, a Oração de Jesus é uma jóia da nossa tradição espiritual. Diga as palavras da Oração de Jesus, com consciência, atenção e um coração sincero – diga-as frequentemente – e encontraremos Deus agindo em nossas vidas como nunca antes.

Autor: Pe. Andrew Jarmus.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *