Panorâmica histórica da cultura e da Paideia cristã do século IV é o tema de abertura da XI Semana de Filosofia da FASBAM

Na manhã desta segunda-feira, dia 13 de maio, foi realizada nas dependências da FASBAM, a abertura da XI Semana de Filosofia que possui como tema: A filosofia, a moral e a espiritualidade dos Padres capadócios – Gregório Nazianzeno, Basílio de Cesareia e Gregório de Nissa. Neste primeiro dia, o evento contou com conferencista o Prof. Dr. Edvaldo Manoel de Araújo, da PUC-Campinas, que falou especificamente sobre a Panorâmica histórica da cultura e da Paideia cristã do século IV.

Em sua fala inicial, após ter sido acolhido pelo presidente do Frente Estudantil Filosófica, o Centro Acadêmico da FASBAM, e pelos professores Dr. Irineu Letenski e o Dr. Teodoro Hanicz, o conferencista falou brevemente sobre a importância do convênio entre assinado no último dia 06 entre a FASBAM e a PUC – Campinas e prosseguiu com sua fala, centralizando seu pensamento no conceito de Paideia cristã com as seguintes palavras: “Traduzir Paideia como educação; como escolarização, é uma tradução pobre. Deve ser vista como uma formação humana, a formação da identidade humana”.

As reflexões propostas nesta manhã, instigaram os estudantes de Filosofia a buscarem nos Padres da Igreja, sobretudo nos três Padres Capadócios, que serão amplamente tratados nestes dias, um pensamento sólido e basilar para a doutrinação e sistematização da religião cristã já nos primeiros séculos.

Após a conferência, o estudante Guilherme Fernandes, do 3º ano do Curso de Filosofia, realizou uma apresentação cultural que foi sucedida pela abertura de um debate com o convidado, que logo de início foi questionado pelo estudante Alifer Silveira, da turma do 2º ano do Curso de Filosofia, com a seguinte questão: “O cristianismo conseguiu fazer essa relação com a filosofia, devido à sua maior elasticidade frente a outras realidades?” Ao ponto que a resposta foi com duas outras questões: “Até que ponto podemos adentrar e assumir a cultura do outro?” e ainda: “Como explicar a minha fé através de outras culturas?” Respondendo, o conferencista afirmou que é justamente nessa abertura da religião cristã e na reflexão proporcionada pela filosofia que essa relação é possível.

O convênio entre as instituições e as reflexões desta abertura é um momento importante, pois promovem uma ampla possibilidade de aquisição profunda e acertada do conhecimento. Assim também acontece com as discussões e relações entre cultura, religião e filosofia. Para ilustrar este ponto, pode ser utilizada uma das falas do Prof. Dr. Teodoro Hanicz: “Em todo lugar que adentrarmos, seja mesmo na evangelização, não é possível adentrar sem levarmos conosco nossa religião, nossa cultura ou nossa identidade”.

E, mais ligado ainda aos Padres Capadócios, em especial Basílio de Cesareia, o Prof. Edvaldo relacionou a obra Regras Morais desse filósofo com o conceito de Paideia, afirmando que tais regras possuem uma função de interiorização do ser humano, ou seja, de encontrar no mais profundo de si uma relação mais profunda com Deus. Afinal, “a filosofia é instrumento para expressarmos os conteúdos da fé. Basta!”

Texto: Fr. Roberto Silva Souza, SAC, estudante da turma 2º ano do Curso de Filosofia da FASBAM.

Fotos: Luiz Carlos Araujo Moreira e Pedro Henrique Mocelin.

One thought on “Panorâmica histórica da cultura e da Paideia cristã do século IV é o tema de abertura da XI Semana de Filosofia da FASBAM

  1. Vitor says:

    Esse tema Panorâmica histórica da cultura e da Paideia cristã do século IV foi um ótimo tema pra ser falado essa semana! Parabéns pela iniciativa!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *