A adoração a Deus na Igreja Oriental

Vinde, adoremos Deus, nosso Rei!
Vinde, adoremos Cristo, nosso Rei e nosso Deus!
Vinde, adoremos e nos prostremos diante de Nosso Senhor, Jesus Cristo, nosso Rei e nosso Deus!

Este convite marca o início de cada dia para a Igreja Oriental. Vem do ofício das Vésperas e expressa a atitude que está no coração da Igreja. A adoração a Deus – Pai, Filho e Espírito Santo – é fundamental para a vida e o espírito da Igreja Católica.

Dimensões da Adoração

A adoração é uma experiência que envolveu toda a Igreja. Quando cada um de nós se reúne para adorar, o fazemos como membros de uma Igreja que transcende as fronteiras da sociedade, do tempo e do espaço. Embora nos reunamos em um momento e lugar específicos, nossas ações vão além da paróquia, chegando ao próprio Reino de Deus. Adoramos na companhia dos vivos e dos que partiram.

Existem duas dimensões no culto oriental que são refletidas em muitos serviços da Igreja. Primeiro, a adoração é uma manifestação da presença e ação de Deus no meio de Seu povo. É Deus quem reúne Seu povo disperso, e é Ele quem Se revela quando entramos em Sua presença. A adoração da Igreja Oriental expressa com muita clareza a verdade de que Deus habita entre Seu povo e que somos criados para compartilhar em Sua vida.

Segundo, a adoração é a nossa resposta corporativa de ação de graças à presença de Deus e uma lembrança de Suas ações salvadoras – especialmente a Vida, Morte e Ressurreição de Jesus Cristo. A adoração ortodoxa está centrada em Deus. Ele agiu na história e continua a agir através do Espírito Santo. Estamos atentos às Suas ações e respondemos ao Seu amor com louvor e ação de graças. Ao fazer isso, chegamos mais perto de Deus.

Expressões de adoração

O culto na Igreja Oriental é expresso de quatro maneiras principais:

  • A Eucaristia, que é a experiência de culto mais importante da Igreja. Eucaristia significa ação de graças e é conhecida na Igreja Oriental como a Divina Liturgia.
  • Os Sacramentos, que afirmam a presença e a ação de Deus nos eventos importantes de nossa vida cristã. Todos os principais sacramentos estão intimamente relacionados com a Eucaristia. São eles: Batismo, Crisma, Confissão, Matrimônio, Ordem e Unção dos Enfermos.
  • Serviços e Bênçãos Especiais, que também afirmam a presença e a ação de Deus em todos os eventos, necessidades e tarefas de nossa vida.
  • Os Ofícios Diários, que são os serviços de oração pública que ocorrem ao longo do dia. As mais importantes são as Matinas, que é a oração matinal da Igreja, e as Vésperas, que é a oração noturna da Igreja.

Características

Embora os Serviços Orientais possam muitas vezes ser elaborados, solenes e demorados, eles expressam um profundo e generalizado sentimento de alegria. Esse clima é uma expressão de nossa crença na ressurreição de Cristo e na deificação da humanidade, que são temas dominantes do culto oriental. Para aprimorar esse sentimento e incentivar a participação plena, os Serviços são sempre cantados ou entoados.

A adoração não é simplesmente expressa em palavras. Além de orações, hinos e leituras das Escrituras, há várias cerimônias, gestos e procissões. A Igreja faz uso rico de símbolos não verbais para expressar a presença de Deus e nosso relacionamento com ele. A adoração envolve toda a pessoa; o intelecto, sentimentos e sentidos.

Os serviços na Igreja Oriental seguem uma ordem prescrita. Existe uma estrutura e um estilo para nossa Adoração. Isso é valioso para preservar sua dimensão comunitária e manter uma continuidade. O conteúdo dos serviços também é definido. Existem elementos imutáveis; e há partes que mudam de acordo com a solenidade, tempo litúrgico ou circunstância particular. A regulamentação dos Serviços, presente em um livro chamado Típico, por toda a Igreja enfatiza o fato de que a Adoração é uma expressão de toda a Igreja, e não a composição de um determinado padre e assembleia.

Um importante objetivo secundário da adoração é o ensino da fé. Existe uma relação muito estreita entre a Adoração e os ensinamentos da Igreja. A fé é expressa na adoração, e a adoração serve para fortalecer e comunicar a fé. Como consequência, as orações, hinos e gestos litúrgicos são importantes meios de ensino. A regulamentação dos Serviços também serve para preservar a verdadeira fé e protegê-la contra erros.

A celebração da Divina Liturgia e dos Sacramentos é sempre liderada por um clérigo ordenado. Na paróquia local, geralmente será um padre que age em nome do bispo e, às vezes, é auxiliado por um diácono. Quando o bispo está presente, ele preside os Serviços. As vestimentas do clero expressam seu chamado especial ao ministério, bem como ao seu cargo particular.

Como o culto é uma expressão de toda a Igreja, é necessária a participação e o envolvimento ativos da assembleia. Não existem serviços “particulares” ou “privados” nas Igrejas Orientais e nenhum pode ocorrer sem uma assembleia. Esse forte senso de comunidade é expresso nas orações e exortações que estão no plural. Espera-se que a assembleia participe ativamente dos Serviços de maneiras como: cantar os hinos; concluindo as orações com “Amém”; responder às petições; fazer o sinal da cruz; curvando-se; e, principalmente, recebendo a Santa Comunhão na Divina Liturgia.

A Ectenia ou Litania é uma parte importante dos Serviços Orientais. Uma ectenia é um diálogo entre o padre ou diácono e a assembleia dos fiéis, que consiste em várias petições de oração, seguidas pela resposta “Senhor, tende piedade de nós” ou “Concedei-nos, Senhor”. Ectenias ocorrem com frequência em todos os Serviços e geralmente servem para distinguir seções específicas.

O culto oriental sempre foi celebrado na língua do povo. Isto até nos lembra os Santos Cirilo e Metódio, quando evangelizaram as terras eslavas na língua do próprio povo, não impondo a língua grega como oficial. Hoje, não há língua litúrgica oficial ou universal. Frequentemente, dois ou mais idiomas são usados ​​nos Serviços para acomodar as necessidades da assembleia. Em todo o mundo, os Serviços são celebrados em mais de vinte idiomas, incluindo idiomas como grego, eslavo, ucraniano, árabe, albanês, romeno, inglês e português.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Open chat