Arquivos de Categoria: Posts do Blog de Teologia Oriental

O Rito da Crisma

Assim como o mistério pascal da morte e ressurreição de Cristo se completa com o envio do Espírito Santo sobre os apóstolos, assim também a nossa regeneração em Cristo é selada com o dom do Espírito Santo. A Crisma é o “selo” do dom que recebemos no Batismo, para evidenciar que o Espírito Santo desce sobre todo o […]

O Rito do Batismo

Na Igreja Oriental, o rito do Batismo inicia-se com o rito do catecumenato, a preparação para o Batismo. Na oração inicial, com a imposição de mãos do sacerdote sobre o catecúmeno, a Igreja o toma sob a sua proteção, para que ele “possa acorrer ao santo nome de Deus e abrigar-se sob a sua proteção”[1]. Em […]

As Divinas Liturgias

Na Igreja Greco-Católica Ucraniana há três ritos de Divina Liturgia: Liturgia de São João Crisóstomo, de São Basílio Magno e a dos Dons Pressantificados. Normalmente é celebrada a Divina Liturgia de São João Crisóstomo. A Divina Liturgia de São Basílio Magno é celebrada dez vezes ao ano: todos os domingos da Grande Quaresma, na Quinta-Feira […]

A Divina Liturgia – fundamento e ápice da vida da comunidade cristã

“Fazei isto em memória de mim, pois todas as vezes que comerdes deste pão e beberdes deste cálice, anunciais a minha morte e proclamais a minha ressurreição”[1]. Em Cristo, a natureza humana participa da natureza divina (cf. 2Pd 1, 4). A todos os que acreditam nele, Cristo concede o dom da comunhão na vida divina. […]

O culto à Santíssima Mãe de Deus nas Igrejas Orientais

A Igreja universal professa Maria, Mãe de Nosso Senhor, Jesus Cristo, como Mãe de Deus e sempre Virgem e lhe rende culto nas festas do ano litúrgico e nos ícones. Nas solenidades marianas, a Igreja recorda liturgicamente os principais acontecimentos da vida da Mãe de Deus: sua concepção em santa Ana[1], Natividade, Apresentação no Templo, […]

A Solenidade de São João Batista | Série: Conheça o seu Rito

“Em verdade vos digo que, entre os nascidos de mulher, não surgiu nenhum maior do que João, o Batista”. (Mateus 11,11). Entre todos os santos que a Igreja Oriental venera, são João Batista tem um lugar único. Somente ele, de todos os santos, com exceção da Mãe de Deus, tem uma solenidade que honra a […]

“Deus se fez homem, para que o homem se torne Deus”

“Deus se fez homem, para que o homem se torne Deus”[1] Deus está presente no mundo desde a sua criação, por meio de sua graça: “nele vivemos, nos movemos e existimos” (At 17, 28). Deus revelava a si mesmo progressivamente, até à “plenitude” dos tempos: “Quando chegou a plenitude do tempo, enviou Deus o seu […]

O mundo visível e invisível

O Símbolo da Fé nos mostra duas dimensões do mundo criado por Deus, a visível e a invisível. Sobre a unidade na criação, de todas as coisas visíveis e invisíveis nos fala São Máximo Confessor. Apoiando-se nas palavras do santo apóstolo Paulo que diz: “tudo” foi criado por Cristo e para Cristo (cf. Cl 1, 16-17); […]

Os ambientes da transmissão de fé: a família, a nação e a comunidade eclesial

O primeiro âmbito de transmissão da fé é a família. Os pais educam seus filhos na fé pelo próprio exemplo de vida, pela palavra e pela oração. Eles ensinam aos filhos o Evangelho e dão o testemunho com a sua própria vida, tornando-se para eles os primeiros catequistas. Educando seus filhos de maneira cristã, os pais […]

A inculturação do Evangelho

O Evangelho de Cristo foi pregado às diversas nações na diversidade de suas culturas[1]. Esse processo foi chamado de inculturação, a expressão da única Tradição na diversidade das tradições locais, a adaptação da pregação do Evangelho às particularidades de uma cultura, língua, modos de vida e mentalidade do povo. “Dela (da grande Tradição) é preciso distinguir as […]

Pular para o conteúdo