Entre a Mística e a Doutrina Institucionalizada

em busca da experiência do Oriente

Autores

  • Azize Maria Yared de Medeiros

Palavras-chave:

Mística, Filosofia Neoplatônica, Racionalização, Igreja Ocidental, Igreja Oriental

Resumo

Ao investigar os caminhos da mística no ocidente, destaca-se, com clareza, a profunda influência da filosofia neoplatônica, que se faz presente até a contemporaneidade. Plotino e Proclo exerceram inegável ascendência sobre aqueles que buscavam vivenciar um encontro com o divino. Embora também os orientais tenham sofrido a mesma influência, é possível perguntar se um crescente e incontestável hiato entre misticismo monástico e o platonismo cristão se tornaram mais acentuados no ocidente. Um questionamento que surge refere-se ao aprendizado laico e à esmerada e rigorosa educação desenvolvida no ocidente. Teriam sido esses fatores os responsáveis pela racionalização das vivências religiosas nas igrejas latinas, distanciando-as da experiência e transmutando-as em doutrina e institucionalização da fé? Este trabalho busca refletir sobre a racionalidade que forjou, no ocidente, sociedades altamente técnico-científicas, e de que forma a mesma racionalidade parece não ter afetado os princípios básicos das igrejas orientais, mantendo-as mais fortemente apoiadas na experiência de Deus do que em argumentações de ordem conceitual.

Downloads

Publicado

2019-03-11

Edição

Seção

O Pensamento dos Padres Orientais