A CONCEPÇÃO DE CORPO NA FILOSOFIA GREGA E NAS ESCRITURAS

Autores

  • Juliano Slominski
  • Rogério Miranda de Almeida

Palavras-chave:

Corpo, Alma, Platão, Aristóteles, São Paulo

Resumo

O presente artigo tem por objetivo analisar a questão do corpo no pensamento grego e nas Escrituras. Platão foi um dos primeiros pensadores que examinou de maneira mais longa e racional a problemática existente entre o corpo e a alma. Entretanto, o desprezo do corpo com relação à alma está, de modo geral, presente em sua filosofia, sobretudo no Fédon. No pensamento de Aristóteles, o que predomina é a doutrina do hilemorfismo, que significa a união substancial entre a alma e o corpo. No entanto, mesmo em Aristóteles, o corpo se apresenta como um instrumento da alma. Nas Escrituras e, mais especificamente, na visão de São Paulo, o corpo e a alma não são incompatíveis e irredutíveis um ao outro, mas ambos formam uma unidade viva, substancial, ou seja, não se pode pensar o corpo sem a alma. Ambos se completam.  

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2019-04-06

Como Citar

SLOMINSKI, Juliano; MIRANDA DE ALMEIDA, Rogério. A CONCEPÇÃO DE CORPO NA FILOSOFIA GREGA E NAS ESCRITURAS. Helleniká - Revista Cultural, Curitiba, FASBAM, v. 1, n. 1, p. 39, 2019. Disponível em: https://fasbam.edu.br/pesquisa/periodicos/index.php/hellenika/article/view/71. Acesso em: 13 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos