A CRÍTICA DA RELIGIÃO NO PENSAMENTO DE KARL MARX E SUA INFLUÊNCIA NA REALIDADE SOCIAL

Autores

  • Lucas Bianco Berto

Palavras-chave:

Karl Marx, Crítica, Influência Social, Religião, Domínio Social

Resumo

O presente artigo visa analisar a crítica a religião desenvolvida por Karl Marx na obra Crítica da Filosofia do Direito de Hegel, tendo como objetivo principal a compreensão do papel da religião na realidade social. Em um primeiro momento buscaremos analisar as influências realizadas pelos pensadores Demócrito e Epicuro, seguidas por Hegel e Feuerbach. Em sessão posterior, discorreremos sobre a análise onde Karl Marx se contrapõe ao pensamento de Feurbach, defendendo um enfrentamento direto com a sociedade, não mais com a religião. O problema do trabalho está no fato da utilização da religião como domínio social, pelo qual o homem encontra-se como corrompido, sujeito aos domínios e elementos inumanos criados pela sociedade. Para a libertação desta vida, Karl Marx afirma ser necessário a alteração do mundo onde o homem se encontra, necessitado de ilusões. Não se tratando de uma luta contra a religião, mas uma libertação do Estado submetido ao domínio religioso.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2023-12-29

Como Citar

BERTO, Lucas Bianco. A CRÍTICA DA RELIGIÃO NO PENSAMENTO DE KARL MARX E SUA INFLUÊNCIA NA REALIDADE SOCIAL. Helleniká - Revista Cultural, Curitiba, FASBAM, v. 5, n. 5, p. 85–97, 2023. Disponível em: https://fasbam.edu.br/pesquisa/periodicos/index.php/hellenika/article/view/511. Acesso em: 28 maio. 2024.

Edição

Seção

Artigos