O CONCEITO DE LIBERDADE NA CONCEPÇÃO 
DE SANTO AGOSTINHO

Autores

  • Dailan dos Santos Brito
  • Irineu Letenski

Palavras-chave:

Santo Agostinho, Liberdade, Livre-arbítrio, Graça, Vontade

Resumo

Esta pesquisa pretende apresentar o conceito de liberdade na concepção de Santo Agostinho. Para alcançar este objetivo, fez-se necessário aprofundar a sua história e os seus combates filosóficos, por isso, apresentaremos as suas posições frente às principais heresias de seu tempo. Discorreremos sobre as correntes filosóficas que influenciaram no seu pensamento filosófico, destacando assim o maniqueísmo, doutrina da qual ele fez parte antes de se converter ao catolicismo. Algumas heresias foram uma verdadeira afronta à liberdade do homem e à ação da graça divina, e isto fez com que Santo Agostinho afirmasse que a origem do mal provém da liberdade do homem. Neste sentido, a liberdade está corrompida pelo pecado. Veremos a diferença entre liberdade e livre-arbítrio, o papel de cada um e a relação entre ambos.  Por fim, abordaremos o papel da Graça de Deus e a sua ajuda ao homem para evitar o mal, dado que este é fruto do mau uso do livre-arbítrio.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2023-12-29

Como Citar

BRITO, Dailan dos Santos; LETENSKI, Irineu. O CONCEITO DE LIBERDADE NA CONCEPÇÃO 
DE SANTO AGOSTINHO. Helleniká - Revista Cultural, Curitiba, FASBAM, v. 5, n. 5, p. 31–50, 2023. Disponível em: https://fasbam.edu.br/pesquisa/periodicos/index.php/hellenika/article/view/505. Acesso em: 28 maio. 2024.

Edição

Seção

Artigos