O LIVRE-ARBÍTRIO E A GRAÇA COMO REABILITAÇÃO DA CONDIÇÃO ANTROPOLÓGICA EM AGOSTINHO DE HIPONA

Autores

  • Ricardo Vinter
  • Silvano João da Costa

Palavras-chave:

Agostinho de Hipona, Pensamento Cristão, Livre-arbítrio, Graça, Antropologia

Resumo

Este artigo tem como objetivo compreender como, em Agostinho, o livre-arbítrio e a graça auxiliam o ser humano na reabilitação de sua condição antropológica. Podendo assim esclarecer, baseado nos conceitos agostinianos, a pergunta que a humanidade sempre questionou-se: Quem é o homem? A resposta, para Agostinho, não é possível estritamente na terceira pessoa, ele apresenta a realidade tanto do ser humano em geral quanto de si mesmo. Abordando a antropologia de Agostinho; os limites e fronteiras tanto do livre-arbítrio quanto da graça em seu pensamento; algumas implicações práticas destas dimensões; espera-se uma resposta de como o livre-arbítrio e a graça se coadunam na pessoa humana de modo a reabilitar sua condição antropológica, inaugurando o processo de liberdade fruído pela mesma.

Downloads

Publicado

2021-04-25

Edição

Seção

Artigos