A MÚSICA NA FILOSOFIA DE SCHOPENHAUER

Autores

  • André Afonso Menegasso
  • Rogério Miranda de Almeida

Palavras-chave:

Schopenhaur, Música, Desejo, Vontade, Arte

Resumo

Este artigo visa a compreender o que o autor e filósofo polonês Arthur Schopenhauer discorre sobre a música a partir do terceiro livro da obra “O mundo como vontade e representação”. Schopenhauer entende a arte como uma manifestação da vontade, porém a música possui um lugar especial dentro desse aspecto, pois, segundo ele, a música é a manifestação da própria vontade transformada em ideia. Sendo assim o filósofo polonês nos deixa como um pressuposto de que somente a música pode aplacar o desejo e é o que investigamos na monografia do qual este artigo é apenas um esboço. Contudo, investigaremos aqui alguns dos temas mais pertinentes da filosofia desenvolvida por Schopenhauer, tais como a vontade, ou o desejo e a sua possível relação com a morte, o gênio e a loucura e, por fim, o nosso tema principal, que é a música.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2021-04-25

Como Citar

AFONSO MENEGASSO , André; MIRANDA DE ALMEIDA, Rogério. A MÚSICA NA FILOSOFIA DE SCHOPENHAUER. Helleniká - Revista Cultural, Curitiba, FASBAM, v. 3, n. 3, p. 39–60, 2021. Disponível em: https://fasbam.edu.br/pesquisa/periodicos/index.php/hellenika/article/view/314. Acesso em: 18 jun. 2024.

Edição

Seção

Artigos