O HUMANO E A POSSIBILIDADE DE VIVER SEGUNDO O ΛΟΓΟΣ

Autores

  • Anastácio Borges de Araújo Junior

DOI:

https://doi.org/10.35357/2596-092X.v4n7p9-20/2022

Palavras-chave:

Platão, λόγος, Pensar, Dizer, Decisão Prática

Resumo

Este artigo trata da relação do humano com aquilo que lhe é mais específico, o λόγος. Termo de dificílima tradução, λόγος possui muitos significados, entre eles, discurso, linguagem, palavra, fala, racionalidade, inteligência, cálculo, raciocínio, argumentos, proposição, frase, definição etc. Entretanto, o sentido primitivo do verbo λέγειν é o de reunir, colher e, também, distinguir. Ora, tais sentidos primitivos performativos irão, pouco a pouco, avançar nos domínios do pensar e do dizer, resultando no movimento próprio do pensamento e de sua expressão. Assim, tentaremos mostrar, depois examinar algumas imagens oriundas dos diálogos platônicos, que tal capacidade permite ao humano compreender as coisas e, também, a si próprio. Entretanto, como o humano possui outros princípios naturais que regem o seu movimento, esta possibilidade de atividade segundo o λόγος permanecerá, sempre, uma possibilidade entre outras. Viver segundo o λόγος requer uma decisão prática que estará sob ameaça constante e que, por isso, deve ser uma atitude perseverante.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

31-01-2022

Como Citar

BORGES DE ARAÚJO JUNIOR, Anastácio. O HUMANO E A POSSIBILIDADE DE VIVER SEGUNDO O ΛΟΓΟΣ. Basilíade - Revista de Filosofia, Curitiba, FASBAM, v. 4, n. 7, p. 9–20, 2022. DOI: 10.35357/2596-092X.v4n7p9-20/2022. Disponível em: https://fasbam.edu.br/pesquisa/periodicos/index.php/basiliade/article/view/358. Acesso em: 22 jul. 2024.