A COSMOLOGIA DE AGOSTINHO DE HIPONA

Autores

  • João Eduardo Pinto Basto Lupi

DOI:

https://doi.org/10.35357/2596-092X.v3n5p51-84/2021

Palavras-chave:

Agostinho, Cosmologia, Mundo físico, Ordem, Universo

Resumo

Agostinho é quase sempre estudado como o “homem teológico” que em tudo via a presença e a ação divinas. Mas isso não o impedia de olhar o mundo físico à sua volta, e de prestar atenção às propriedades da terra, da água, do fogo, e aos movimentos dos astros. Tinha especial predileção pelos cálculos numéricos, e pela questão da natureza do tempo. A essas observações dispersas pode parecer um tanto impróprio chamar cosmologia, mas ela existe na medida em que, por trás desse modo de observar, há uma concepção de universo que é ao mesmo tempo teológica, antropológica, e concreta, em que, acima de tudo, o cosmo ostenta ordem e beleza, e é um sinal do Criador.

Downloads

Publicado

2021-01-07